Carrinho / 0,00 
0
0
Subtotal: 0,00 
Não existe produtos no carrinho.

4 mitos sobre Aparelhos Auditivos

Blog-4-mitos-sobre-aparelhos-auditivos-pegasso

Os aparelhos auditivos estão muitas vezes associados a um conjunto de ideias pré-concebidas que acabam por se sobrepor aos verdadeiros benefícios da sua utilização.

O principal objetivo destes dispositivos é auxiliar as pessoas com dificuldades auditivas a ouvir e a viver melhor, quer seja pelas vantagens na comunicação, no bem-estar físico e mental ou nos relacionamentos interpessoais.

Neste artigo, desmistificamos alguns dos preconceitos mais recorrentes pois acreditamos que os aparelhos auditivos podem realmente mudar a vida de quem deles necessita.

Mito 1: São antiquados e pouco estéticos

Este é um dos estereótipos que mais prevalece no que respeita a aparelhos auditivos: são grandes, pouco atraentes, volumosos e que toda a gente vai reparar quando colocados na orelha. Pois engana-se! A tecnologia e design percorreram um longo caminho até aos dias de hoje.

Atualmente, são pequenos, discretos e confortáveis, muitos deles praticamente invisíveis. Desenvolvidos a pensar no bem-estar do utilizador, com uma ergonomia adequada e aspeto moderno, dificilmente não existirá um modelo correspondente às expectativas e necessidades de cada um.

Se comparar, por exemplo, com os auscultadores, cujo uso já está enraizado na nossa sociedade e é associado a atividades bastante em voga ligadas ao bem-estar ou a um estilo de vida cosmopolita, a diferença não é assim tão grande.

Mito 2: São usados apenas em último caso

Se por um lado, muitas pessoas demoram algum tempo até tomarem consciência das suas dificuldades auditivas, por outro o uso de aparelhos está ainda muito associado a casos extremos.

Segundo relatório da Organização Mundial de Saúde “ações tomadas a tempo podem prevenir e tratar a perda auditiva ao longo da vida”1. Nos casos de dificuldades leves a moderadas, o uso de aparelhos pode trazer melhorias rápidas e significativas à audição, pelo que o nosso conselho é não adiar por muito tempo a procura de aconselhamento especializado, se já começa a sentir que há sons que lhe escapam.

Mito 3: São complicados

Apesar de serem dispositivos eletrónicos com diferentes tecnologias, a sua utilização é muito simples e intuitiva. Deste modo, os utilizadores podem ser autónomos no seu dia-a-dia e usufruírem ao máximo dos benefícios para a sua audição em todas as situações.

A manutenção dos aparelhos auditivos também pode ser feita em casa, com recurso aos acessórios de limpeza adequados e com o estabelecimento de uma rotina de cuidados diária.

Se existir alguma situação que não consiga resolver sozinho, os especialistas que o acompanham têm ao dispor diversas ferramentas quase imediatas para o ajudar, seja o telefone, email, WhatsApp, Messenger ou até visitas ao domicílio.

Mito 4: São caros

O preço de aparelhos auditivos é talvez uma das maiores barreiras entre o processo de decisão e a compra. A verdade é que antigamente era muito caro investir numa boa audição e não havia opções de escolha.

Hoje em dia, existem modelos para todos os gostos e carteiras, o que permite uma seleção adequada a cada um. Cada vez mais os aparelhos auditivos de baixo custo ganham terreno no mercado, como é o caso da gama oferecida pela AudiçãoDirecta. É uma forma de mais pessoas terem a possibilidade de ouvir melhor e de uma melhor audição estar ao alcance de todos.

Na nossa loja online encontra aparelhos auditivos prontos a usar a um preço muito apelativo.

Se tem dúvidas sobre qual será o modelo mais adequado para si, não se preocupe…nós ajudamos! Veja como escolher.